<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>
Loading ...
<> <> <> <> <>
Vai certamente encontrar // Algumas incorreções /:/ Se quiser, pode ajudar // Com boas informações.

<> <> <> <> <>
As letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <> <> <>
A seguir aos índices encontrará uma lista aconselhável de FONTES de FADO !!!

<> <> <>

<> <> <>
5.680 Letras / 1.320.000 VISITAS // JULHO 2019

A balada de João Saramago

Letra e música de Paco Bandeira
Repertório de Alfredo Guedes 

De lenço ao pescoço, chapéu dasabado
Samarra curtida de pele de borrego
Cansado da jeira, João Saramago
Risca a pederneira, acende um cigarro

Caminha por veredas a passo marcado
Um velho costume que tem de soldado
Pensa de maneira no país mudado
Que o tempo correndo, eu sempre parado

Já se vê ao longe o monte do guizo
João Saramago ensaia um sorriso
Entra na rotina, senta-se à lareira
No burro de azinho à espera da ceia

Deita-se com ela, não pode haver nada
Que o filho mais velho já ouve e já fala
Rompe a mdrugada, pega no machado
Que vida lixada, João Saramago