- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Costumei tanto os meus olhos

Quadras populares / Popular *fado das horas*
Repertório de Ana Pacheco 

Costumei tanto os meus olhos
A namorarem os teus
Que de tanto confundi-los
Já nem sei quais são os meus

Vem cá dizer-me que sim
Ou vem dizer-me que não
Porque sempre vens assim
Perto do meu coração

Ó meu amor se te fores
Leva-me podendo ser
Que eu quero ir acabas
Onde tu fores morrer