- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.305 LETRAS <> 2.220.000 VISITAS <> JULHO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Gosto e não gosto

Manuel Carvalho / Armando Machado *fado licas*
Repertório de Rosa Cruz 

Eu gosto de sentir essa doçura
Que pões na minha boca quando beijas
Não gosto de sentir esta amargura
De saber que há outras que desejas

Eu gosto dos teus olhos meu amor
Da maneira linda que tens de olhar
Mas não gosto de ver neles rancor
A zanga quando vem faz-me chorar

Eu gosto de sentir essa emoção
Que pões nas palavras com ternura
Mas não gosto que ralhes sem razão
Quando inventas ciúmes à mistura

Eu gosto de estar dentro dos teus braços
Manda no meu destino se quiseres
Mas não gosto que guies os teus passos
Prós braços maldosos doutras mulheres

Eu gosto de gostar tanto de ti
Que de ti amor escrava sou
Só não gosto que andes por aí
Desperdiçando este amor que te dou