- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Canção vira lata

Letra e música de João Monge
Repertório de Hél der Moutinho 

Eu queria escrever-te um poema domingueiro
Assim meio rafeiro com a rima sem gravata
Daqueles poemas onde cabe o mundo inteiro
Para te mostar um coração vira-lata

Eu queria cantar uma canção que tu recordes
Daquelas que arrepiam a cova-do-ladrão
Mas só aprendi a fazer os tês acordes
E agora, mulher, ainda tenho salvação?

Ai Geni...
Eu queria ser o teu artista
O trapezista que te faz soltar um grito
Ai Geni...
Ser o teu pássaro de alpista
No teu poleiro, queria ser o mais bonito

Eu queria ter assim a pinta do Caetano
Que embala com carinho o teu bichinho-do-ouvido
Fazer boa figura e não pôr nódoa no teu pano
E agora, mulher, achas que sou um bom partido?