- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.305 LETRAS <> 2.180.000 VISITAS <> JUNHO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Barata tonta

Maria do Rosário Pedreira / António Zambujo
Repertório de António Zambujo

Sai de casa, vê as horas
Solta a roda do vestido / Fecha a porta de mansinho
Dos seus lábios como amoras
Espreita um sorriso atrevido / Põe o pé no mau caminho

Passa por mim diz-me adeus
E em passo bem apressado / Desaparece no escuro
Ai, por um beijo dos seus
Eu vendi o meu passado / E comprava o seu futuro

Olha quem chega tão tarde
Falta pouco o sol desponta 
Vem de sapatos na mão
Ainda tem quem a aguarde
Sou eu a barata tonta 
Às voltas com a paixão

Passa por mim diz-me adeus
Vê as horas e boceja / Há-de deitar-se vestida
Ai por um sonho dos seus
Ai que fosse eu quem a beija / Dava toda a minha vida