- - - - - - - - - -

- - - - - - - - - -
- - - - - - - - - -

° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.240 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.053.000 VISITAS /*/ FEVEREIRO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

.

D.Sebastião

Manuel Alegre / João Braga
Repertório de João Braga

Haverá sempre um porto por achar
Em outro mar que não o navegado
Haverá sempre o que não é e o que não vem
Sua verdade está em o sonhar
E D.Sebastião é quem
Conquista em nós o inconquistado

Haverá sempre em nós um além-sul
Um lugar que só é onde não está
Haverá outro espaço e um mais azul
Um buscar sem sentido e sem porquê
Haverá sempre o reino que não há
E D.Sebastião é quem dentro de nós o vê

Haverá sempre em nós um rei perdido
Por seu excesso de saudade e ânsia
Um ser de ainda não ser ou já ter sido
Outro tempo no rempo, outra distãncia

A nossa pátria é sempre outro lugar
E quando alguém voltar, ninguém, ninguém
Haverá sempre um não chegar
E D. Sebastião é quem