-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> 7.380 LETRAS <> 3.295.000 VISITAS <> JUNHO 2024 <>

. . .

Cantar é dizer adeus

António Cálem / José António Sabrosa
Repertório de Teresa Siqueira

Cantar é dizer adeus
Às almas em madrugada
É sonhar estar no céu
Tendo o inferno por morada

É morrer como quem canta 
Ou cantar como quem morre
É a voz duma garganta 
Ou dum rio quando corre

E a voz sobe e lá se perde 
Nos que a ouvem sem pensar
Toda a dor posta nuns versos 
Que uma voz diz a cantar

Versos perdidos na noite 
Ouvidos por toda a gente
Quem é que sabe ao ouvi-los 
Toda a dor que a alma sente?