- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.315 LETRAS <> 2.220.000 VISITAS <> JULHO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Gosto dele

Alberto Rodrigues / José António da Silva *fado bacalhau*
Repertório de Argentina Santos

Gosto dele e afinal
Sei que o mundo fala a esmo
No seu falar tão cruel
Seja p'ra bem ou p'ra mal
Sou senhora de mim mesma
Não deixo de gostar dele

Gosto dele, que me importa
Se só eu sei a razão / Deste constante gostar
Deu-me o destino esta rota
Quis que o meu coração / Encontrasse o seu lugar

Gosto dele e sou fiel
Jurei-lhe p'la minha sorte / Todo o meu amor profundo
A vida entre mim e ele
Só quando chegar a morte / Nos separa deste mundo

E quando chegar o fim
Da luta da minha vida / O céu me dará a benção
Porque viveu para mim
A vida que foi mais querida / E toda a minha paixão