- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.552.800 VISITAS < > AGOSTO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A voz da cotovia

Joaquim Sarmento / Filipe Pinto *fado meia noite*
Repertório de Helena Sarmento

Cantaste pela noite dentro
As agruras do destino
Não há amor sem desatino
Nem amantes sem lamento

Cantaste pela noite dentro / A ancora da tua cor
E na memória do vento / Descobri um grande amor

Minha faúlha, lareira / Face de gotas e de algas
Minha boca feiticeira / De rosas brancas e malvas

Amantes nunca estão sós / Nem que estejam no degredo
Movem na força da voz / Toda a raiz do segredo

Cantochão, canções de rua / Meu rio da fantasia
Minha barca de ternura / Minha voz de cotovia