- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 publicações <> 1.750.000 visitas <> Maio 2020 °
- - -
° POR QUESTÕES DE FUNCIONALIDADE EXISTEM ÍNDICES DIVIDIDOS EM 2/3 COLUNAS // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

Flor do cardo

João Monge / Joaquim Campos *fado tango*
Repertório de Aldina Duarte

Dói-me ser a flor do cardo
Não ter a mão de ninguém;
Tenho a estranha natureza
De florir com a tristeza
E com ela me dar bem

Dói-me o Tejo, dói-me a lua / Dói-me a luz dessa aguarela
Tudo o que foi criação / Se transforma em solidão

Visto da minha janela

O tempo não me diz nada / Já nada em mim se consome
Não sou princípio nem fim / Já nada chama por mim

Até me dói o meu nome

Dói-me ser a flor de cardo / Não ter a mão de ninguém

Hei-de ser cravo encarnado / Que vive em pé separado
E acaba na mão de alguém