- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.570 LETRAS PUBLICADAS <> 2.630.000 VISITAS < > NOVEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Recordações do passado *Portuguesinha*

José Ramos / M. Confiner
Repertório de Filipe Duarte

Fui um dia á Mouraria / P'ra recordar o passado
Já pouco dela existia / E já nem havia fado

E a velhinha capelinha / Da Senhora da Saúde
Lá estava, toda branquinha / P'ra rezarem com virtude

A Mouraria tem sempre a fama
De quem é raínha, mãe do fado dessa era
Por isso agora é um grande símbolo de fé
Tem o brasão e o coração da Severa

Tem velhas recordações / A velhinha Mouraria
Cantavam lindas canções / Cheias de amor, nostalgia

E foi então que eu vi / Que tinha acabado o fado
Por isso logo senti / A saudade do passado