- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Estante velhinha

Linhares Barbosa / Alberto Costa *fado dois tons*
Repertório de Fernanda Maria

Lisboa, estante velhinha
Do tão livro, a Mouraria
Andam-te a arrancar as folhas
Uma a uma, dia a dia

Foste a cartilha do fado / Moirama triste e sincera
Livrinho d’apontamentos / Que pertenceu à Severa

Os homens que te mutilam / São como aquelas crianças
Que rasgam sem piedade / Uma agenda de lembranças

És um livrete sem capa / Se teima a destruição
Roubam-te a mais linda página / A rua do Capelão


Pede a Deus esta ventura / Por muito que tudo mude
Conserva a iluminura / 
Da senhora da Saúde