- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Criança negra

Letra e música de Jorge Atayde
Repertório de Maria Armanda

Exploraram o teu torrão
E prometeram-te amor
Tragaste o duro pão
Choraste de raiva e de dor

Andavas de pé descalço
Davas teu braço sem seres ninguém
A esperança já a perdias
Porque não crias no crer d'alguém

Criança negra que não conheceste os pais
Tens pele de seda e sentir como as demais
Criança muda, por ouvir e não falar
Queriam-te surda p'ra morreres a trabalhar

Venderam o teu manjar
E fomes te deram de troco
Calaram o teu pensar
Falaram-te ao murro e ao soco

Dormiste de fatigada de maltratada
No teu chão quente
Gritaste pró mundo ouvir
P'ra alguém sentir que eras gente