Clique na imagem e oiça Fado !!!
* * * * *
As 5.380 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo brasileiro* 1921/1997
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *
------------------------------------------------------------------------- -------------------------------------------------------------------------
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
* * * * *

Velhas sombras

António Sousa Freitas / Nóbrega e Sousa
Repertório de Celeste Rodrigues

Por toda a vida as sombras passam
Num rumo igual a outro rumo
As sombras vão e não se abraçam
E as vidas são nuvens e fumo


Assim eu passo também
Meus dias, meus anos
Num sonho antigo que tem
Tristezas, enganos

E só dou por mim agora
Meu amor, a cantar aquele dia
Estranho dia estranha hora
Das velhas sombras tão sombrias

Amar-te é como o amor responde
Ao seu apelo ao seu cantar
E traz as sombras em que esconde
A tua sombra, o teu olhar