- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Caem folhas p´la cidade

Mascarenhas Barreto / Jaime Santos
Repertório de Alice Maria
Este tema também foi gravado com o título *Poentes outonais*
Nessa versão a letra é atribuida a José Amaro
Agradecimento especial a Fernando Batista

Vens falar-me neste Outono / Do calor do Verão passado
Acordar-me em pleno sono / Dum amor desencontrado

Se me lembro, me perguntas / Se ainda te amo, queres saber
Somos duas sombras juntas / De enevoado entardecer

Nosso fado foi desgosto
Sol já posto em tom vermelho
Somos corpos sem ter rosto
Lado oposto doutro espelho
Caem folhas p'la cidade
São poentes outonais
Como é livida a saudade
Meu amor, não voltes mais

Somos tática viagem / Sem acesso, sem sentido
No amor não há paragem / E o regresso é proibido

Gestos languidos, doridos / Sob a luz crepuscular
Noite feia dos sentidos / Não me venhas recordar