<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

É sempre cedo

Mafalda Arnauth / Luis Oliveira
Repertório de Mafalda Arnauth

Que lenta esta manhã que hoje descubro
Tão lenta que nem mesmo a vi chegar
Beijou este lençol com que me cubro
P'ra lenta, de mansinho, me acordar

Ao vê-la, nem a lua quis ficar
Que a noite já tardava em ver o fim
Partiu, numa certeza de voltar
Sem nunca se afastar muito de mim

Então rasguei o dia sem ter medo
E nem pedi licença para amar
Acorda coração, ainda é cedo
O amor bate-te à porta e quer entrar