- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.365 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Dia da perdição

João Monge / João Gil
Repertório de Ana Sofia Varela

No dia em que eu me perdi nas vielas de outro olhar
Confesso que sofri com medo de me encontrar
Ter o coração partido e não ser capaz
Pensei em ti... pensei em ti
E perdida olhei para trás

No dia em que eu me perdi de nós, nesta cidade
Confesso que encontrei a morada da saudade
Ela dormia a meu lado, no mesmo andar
Chamei por ti... chamei por ti
Mas tu estavas noutro lugar

Quem não se perdeu
Que atire uma flor
Foi Deus que nos deu
As vielas do amor

No dia em que eu me encontrei a sós com a paixão
Foi só em ti que pensei, na tua mão
Onde um coração partido tanto batera
Chorei por ti... chorei por ti
E tu estavas em casa á minha espera