- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.365 LETRAS <> 2.266.500 VISITAS <> SETEMBRO 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Festa brava à portuguesa

Telmo Pires / José Nunes
Repertório de Nathalie Pires


Com raça, valentia e altivez
É o toureiro português que faz vibrar a praça
Sem farsa, arriscando a própria vida
Faz na arena a sua lida, com solidez e muita graça

Uma rosa foi caír junto a ses pés
E o toureiro português viu a mulher tão bela e tão formosa
Com olhos tão belos como o luar
Cravando no seu olhar, amor aos molhos


Grita o povo entusiasmado
Olé toureiro com garra e com grandeza
E entre toiros e fados, festa brava à portuguesa
Grita o povo, olé olé
E os corações batem muito mais forte
Sem medo de enfrentar a vida
E sem medo de enfrentar a morte


Com raça, linda voz e altivez
Com orgulho português ouve-se o fado na praça
Castiça, voz timbrada e bem sentida
Canta o fado, canat vida com solidez e muita graça

Uma rosa banhada pelo luar
E um sorriso a acompanhar, naquela noite tão bela e tão airosa
Toureiro e fadista, lado a lado
Viva os touros, viva o fado, amor puro e sincero