- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.515 LETRAS PUBLICADAS <> 2.552.800 VISITAS < > AGOSTO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Esta voz que me atravessa

Hélia Correia / Amélia Muge
Repertório de Mafalda Arnauth  

Esta voz que me atravessa
Sem que eu queira, sem que eu peça
Não mora dentro de mim;
Vive na sombra a meu lado
Dando ao meu fado outro fado
Que me faz cantar assim

Trago cravado no peito
Um resto de amor desfeito / Que quando eu canto me dói
Que me deixa a voz em ferida
Pelo pranto de outra vida / Que eu não sei que vida foi

E quando canto há quem diga
Que esta voz de rapariga / É mais antiga do que eu
Estava aqui à minha espera
Não morreu com a Severa / Quando a Severa morreu!