- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Os poetas

José Fernandes Castro / Armando Augusto Freire *alexandrino antigo* 
Repertório de Artur Lobo 

A brincar com palavras, vão nascendo poetas 
Sonhando primaveras, chorando tempestades 
A brincar com palavras, ou ideias discretas 
Transformando quimeras, em doces realidades 

Fazem do coração o porta-voz do verso 
Cobrindo com saudade as rugas do tormento 
Fazem da solidão o sonho mais disperso 
Levando liberdade, á voz do pensamento 

Ser poeta é ser fome na fraqueza dum beijo 
É ter a alma cheia de tudo que é magia 
Ser poeta é ser nome marcado p'lo desejo 
Quando a cor da ideia, é cor de poesia