<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Cuidadinho meu bem

Popular c/arranjos de António Chaínho / Mário Martins
Repertório de António Mourão 

Cuidadinho meu bem, cuidadinho
Cuidadinho no modo de andar
O teu corpo é uma luz
Ai... que cega a quem o olhar

Ai... que cega a quem o olhar
Bem de frente na boca vermelha
Cuidadinho meu bem, cuidadinho
Com o brinco dessa tua orelha

Dessa orelha que brinca a bailar
Com um brinco que é d'oiro pesado
Cuidadinho meu bem, cuidadinho
Que o diabo é um descarado

Descarado como o teu sorriso
Descarado como o teu olhar
Cuidadinho meu bem, cuidadinho
Que o diabo anda à solta a espreitar

A espreitar ando eu e o diabo
Ai à tarde quando o sol desmaia
Cuidadinho meu bem, cuidadinho
Ao tirares o corpete e a saia