<>-----<>-----<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>-----<>-----<>
Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Maria feia

Raúl Dubini / José Nobre
Repertório de Fernando Farinha

Ela era o riso da aldeia
P'ra todos Maria Feia
Quando o seu nome era Rosa
Porque ao nascer, por desgraça
Deus não permitiu a graça
De que ela fosse formosa

Era a bondade em pessoa
Mas
o ser assim tão boa / Não lhe servia de nada
E os rapazes lá da aldeia
Diziam que por ser feia / Não dava p'ra namorada

Até que um dia, ao lugar
Outro feio foi parar / Que se apaixonou p'la Rosa
Como ela correspondesse
Já havia quem dissesse / Que ela estava mais formosa

Casaram tempos depois
E daquele amor dos dois / Mais feios da redondeza
Nasceu um dia um petiz
Tão lindo que até Deus quis / 
Fosse um prémio de beleza