- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

O barquinho de papel

Tiago Torres da Silva / Pedro Jóia *marcha da bica*
Repertório de Cristina Nóbrega

Um barquinho de papel
Vai a entrar em Lisboa
Leva o anjo Gabriel... à proa
Foi feito por um menino
Que ninguém sabe quem é
O seu nome pequenino
Apagou-o a maré

Um barquinho de papel
Que qualquer Manel fabrica
Vem preso por um cordel... à Bica
Mas se a maré o arrasta
E a carrega adiante
Sabemos que o sonho basta
Para a alma de um marchante

Quando vê a Bica o barquinho fica
Parado no rio
Não quer ir em frente e ao ver essa gente
Sente-se um navio
Então a criança faz uma aliança
Com cada alfacinha
E se o vir tristonho, vai buscar um sonho
À nau onde vinha

Um barquinho de papel
Traz desenhado com luz
O coração que o Manel... seduz
E se o Tejo é padrinho
Quando o amor se anuncia
Vai à proa do barquinho
O Manel e a Maria