-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* 7.350' LETRAS <> 3.180.000 VISITAS * ABRIL 2024 *

. . .

Os meus beijos

Carlos Conde / Popular *fado mouraria?*
Repertório de Filipe Pinto

Ao venderes os beijos teus
Mulher que outrora beijei
Somente um favor te peço
Não vendas os que eu te dei


Ébrio de intenso fervor 
Eu dei-te, ó minha querida
O que tinha de melhor 
No relicário da vida
Hoje, numa dor sentida 
Filha dos tormentos meus
Eu só te peço, por Deus 
Visto disso ter ensejos
Que não vendas os meus beijos
Ao venderes os beijos teus

Os beijos que te são dados 
Ó mulher tão falsa e má
São novamente comprados 
Por aquele que t’os dá
Mas os meus, tu sabes lá 
Da forma que t’os gravei
Nos lábios onde eu colei 
Frases de paixão infinda
Só por seres a mais linda
Mulher que outrora beijei

Da vida que hoje detesto 
Dei-te uma parte altaneira
Ainda quis dar-te o resto 
P’ra te dar a vida inteira
Dei-te a paixão feiticeira 
Pela qual hoje entristeço
Tudo te dei, mas, confesso 
Que por ti já não me iludo
Mas em paga disto tudo
Somente um favor te peço

És da turba que não sente 
Os princípios da mulher
Que pertence a toda a gente 
Sem a ninguém pertencer
Pois faz por atender 
Ao que de ti já roguei
Quando alguém seguir a lei 
Da tua sedução bela
Vende beijos, mas, cautela
Não vendas os que eu te dei