<>-----<>-----<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>-----<>-----<>
Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Ronda do fado

Carlos Alves Mendonça / Francisco Carvalhinho
Repertório de Vasco Rafael

Três horas da madrugada e por Lisboa
Fui á procura do fado
E corri Alfama inteira e Madragoa
Sem nunca o ter encontrado

Fui ao Alto Pina, á Graça
Onde o fado ás vezes passa / Há muito que lá não ia
Depois fui a São Vicente
Perguntei a muita gente / Mas ninguém o conhecia

O fado antigo, canção do povo
Foi por castigo transformado em fado novo
Do velho fado, a nostalgia
Já não existe na lendária Mouraria

Depois fui á velha Sé, onde parava
A fadistagem de grei
Mas do fado ninguém soube dizer nada
Á gente a quem perguntei

Entrei na velha Moirama
Onde o fado ganhou fama / Teve raíz e virtude
P'ra cumprir a tradição
Lá existe a procissão / Da Senhora da Saúde