- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.305 LETRAS <> 2.180.000 VISITAS <> JUNHO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Estrangeirinha

Neca Rafael
Repertório de Neca Rafael

Minha mulher num berreiro
Exige tudo estrangeiro... mas que infernal
Chora berra e arde em brasa
Se levo coisa p'ra casa... nacional

Quis uma cama à francesa / E mobília da mais fina
A loiça é toda chinesa / E veste crepes da China

Que estrangeirinha eu havia de arranjar
Que sorte a minha, o que eu tinha de gramar
E assim me diz: meu grande trombalazana
Hei-de ver-te no nariz um bigode à americana

Até o canário é belga 
Bacalhau, só Noruega... ou inglês
É da China o simples prato
Onde vai comer o gato... porque é francês

Também teve uma criança /Muito linda, engraçadinha
Que até veio de França / Metida numa cestinha 

Fala francês: merci ná pá de quá
Fala chinês: chang pung caraping e xá 
Se ferra o cão, então ninguém a percebe
Põe-se a falar alemão p'ra não pagar a quem deve