- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Amor eterno, amor ausente

Carlos Bessa / Alfredo Duarte *fado cravo
Repertório de Nelson Duarte 

Fico a olhar pausadamente
Amor eterno, amor ausente
Disperso na imensidão
Triste olhar inquietante
Tão perdido, tão distante
Que loucura coração

Foi um erro ter sonhado
Com tudo o que é errado / Sem vontade de acordar
Corrimão de aço frio
Conduziu-me ao desvario / Sem forças p’ra recuar

Duma janela já morta
Vejo a chuva que conforta / As marcas da minha dor
O frio faz-se sentir
Meu amor, eu vou dormir / Boa noite meu amor