<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Lisboa bairrista

Lopes Victor e música de Martinho d'Assunção
Repertório de Fernanda Maria

Sempre que Lisboa deita / Fora da porta o seu pé
Alfama logo aproveita / Logo aproveita a maré

A maré traz maresia / Todos sabem que assim è
Sendo assim, a Mouraria mais a Guia / Lá vão também na maré

Lisboa è sempre bairrista
Bisbilhoteira, sempre fadista
Quando na rua se mete
Tem logo sete p'ra namorar
Tem logo as Setes Colinas
Que são meninas do seu olhar
Lisboa lá vai com fé
Larilolé,  sempre a cantar


Vai à Bica, à Madragoa / De Benfica até à Sé
Fazendo a corte a Lisboa / Bairro Alto fica ao pé

P'ra Lisboa muito dela / Sempre que Lisboa sai
Ninguém pode ter mão nela / 
E è só dela a rua p'ra onde ela vai