<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Eu sou assim por acaso

Maria de Lurdes Brás / Popular *fado menor*
Repertório de Maria de Lurdes Brás

Sou o silêncio da noite
Sou a lua adormecida
Qual madrugada se acoite
Ao amanhecer p’ra vida

Sou a vida na varanda / Debruçada para o mundo
Sonho ver em hora branda / Renascer, amor profundo

Sou como a roseira brava / A que ninguém dá valor
Ao calor do sol secava / E por milagre deu flor

Sou a estrada sem ter fim / Mudar de rumo, não vou
Se acaso nasci assim / Vou viver, tal como sou