Clique na imagem e oiça Fado !!!
* * * * *
As 5.355 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo brasileiro* 1921/1997
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *
------------------------------------------------------------------------- -------------------------------------------------------------------------
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
* * * * *

Flagrante

Maria do Rosário Pedreira / António Zambujo
Repertório de António Zambujo

Bem te avisei, meu amor
Que não podia dar certo
E era coisa de evitar
Como eu, devias supor
Que com gente ali tão perto
Alguém fosse reparar

Mas não... fizeste beicinho
E como numa promessa / Ficaste nua p’ra mim
Pedaço de mau caminho
Onde é que eu tinha a cabeça / Quando te disse que sim?

Embora tenhas jurado / Discreta permanecer
Já que não estávamos sós
Ouvindo na sala ao lado / Teus gemidos de prazer
Vieram saber de nós

Nem dei p’lo que aconteceu
Mas, mais veloz e mais esperta / Só te viram de raspão
Vergonha passei-a eu
Diante da porta aberta / Estava de calças na mão