- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.365 LETRAS <> 2.347.000 VISITAS <> NOVEMBRO 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fado de Portugal

Eduardo Olímpio / Arlindo Carvalho
Repertório de Alice Pimenta

Cruzaste o mundo inteiro pela rota das galés
Esteios transformaste em histórias fabulosas
Mas não foste o senhor mais dos ventos, das marés
Gigantes de terror transformaste em brancas rosas

Então a terra inteira com espanto conheceu
Um país, senhor do mar, irmão do céu

A cruz de Cristo levou teu nome
Através do mar profundo
O coração duma guitarra
Tornou-se a voz de todo o mundo
E a lusitania que era pequena
Se fez mapa mundo universal
Gritando o gesto do teu fado
Oh Portugal

Fizeste de mil raças, tantos povos teus irmãos
E a estrela dos heróis escreveu a tua história
Tiveste a terra inteira nessas tuas rudes mãos
Camões, em versos de oiro fez eterna a tua glória

Por isso eu tenho orgulho de lutar como um soldado
Pela guitarra, p’la saudade, por este fado