- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Povo do Ribatejo

Castro Infante / Jorge Fontes
Repertório de António Mourão 

Eu vou ver o gado na tarde abafada
Vou entusiasmado na minha montada

Depois, à noitinha, à luz do luar
A minha guitarra começa a trinar

No Ribatejo é tudo alegre
E gostar de toiros é a nossa febre
Esperas de gado, gente e alegria
Com fandango e fado temos companhia

Sinto a vocação para ser forcado
E tenho razão p’ra gostar de fado

Se foi na campina que eu ao mundo vim
A festa de toiros foi feita p’ra mim