- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Fado do Montijo

Humberto Fortunato / Joaquim Carla
Repertório de Moniz Trindade 

Duma aldeia portuguesa / Da gente alegre e sem mágoa
Nasceu a vila princesa / Das vilas da borda d'água

Cresceu e fez-se mulher / Essa aldeia ribeirinha
Princesa deixou de ser / Mas passou a ser rainha

Aldeia galega d'outrora
Das esperas e das touradas
Dos fados e guitarradas
És o Montijo de agora
Vila princesa
O trabalho é seu brasão
E a gente é bem portuguesa
Como manda a tradição

Lá nasceram bons forcados / Rijos campinos, toureiros
Teve também afamados / E varonis cavaleiros

Em muitas tardes de glória / O sol brilhando na praça
Davam mais uma vitória / E mais nome à sua raça