- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 Letras Publicadas // 1.800.000 Visitas ° 10.07.2020
- - -
° Por questãoes de funcionalidade existem índices divididos em 2/3 colunas // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

Cais noturno

Fernando Campos de Castro / Pedro Rodrigues
Repertóio de Alzira Afonso
     
Prendi num canto sombrio      
Do cais solitário e triste
O barco do pensamento
Deitei amarras ao rio
E sobre o cais negro e frio
Ganhei a forma do vento

Fui longe por entre a bruma / Sozinha na madrugada
Sem ter saído dali
E sem haver praia alguma / Fiz uma cama d’espuma
Onde ansiava por ti

Na noite havia gemidos / E o respirar ofegante
De gaivotas sobre a água
E nos meus cinco sentidos / Havia sonhos erguidos
Aos sonhos da minha mágoa

Vieste já madrugada / Com asas feitas de vento
Sobre uma onda perdida
E a tua boca salgada /Galgando a noite fechada
Foi o cais da minha vida