- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.360 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Saudades dos olhos teus

Cancioneiro popular / Luis Pedro Fonseca
Repertório de Cristina Nóbrega

Da Laranja quero um gomo
Do Limão, quero um pedaço
Dos teus lábios quero um beijo
Do teu amor um abraço

Saudades dos olhos teus / Tive-as logo que te vi
Quanto mais vezes te vejo / Menos posso estar sem ti

Para tudo há remédio / Procurando na botica
Só para as saudades, não / Quem as tem com elas fica

Rosa branca, Rosa branca / Rosa branca quero ser
Quero beijar tua boca / Até mais não poder ser

Coração, não vivas triste / Vive alegre, se puderes
Olha que por andares triste / Não alcançarás o que queres

O pouco que Deus nos deu / Cabe numa mão fechada
O pouco com Deus, é muito / O muito sem Deus, é nada