- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.700 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Poesia dos dias

António Laranjeira / Carlos da Maia *fado perseguição*
Repertório de Carolina

Tu és a luz que se acende
Tu és a paz que se estende
Ao mais profundo de mim
Meu coração é um veleiro
Onde tu és marinheiro
Numa viagem sem fim

Tens o encanto do mundo
Preenches cada segundo / O mundo é quase perfeito
E quando chegas mais cedo
Meu coração em segredo / Perde a razão no teu peito

Guardas a vida nos braços
A ternura nos abraços / Onde me quero perder
Trazes na boca o desejo
Do nosso primeiro beijo / Que não consigo esquecer

O nosso amor vem do mar
Da luz que tens no olhar / E da poesia dos dias
Tem a ternura do tempo
A força que tem o vento / Tristezas e alegrias