- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.365 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Circo familiar

Edmundo Ribeiro / José Duarte Seixal *fado seixal*
Repertório de Edmundo Ribeiro

Mas que grande companhia
De circo, eu vou formar
Faz-se grande acrobacia
Compõe-se de bicharia
O circo familiar

Para que a todos agrade / Far-se-á estreia boa 
De Sagui faz meu compadre / De Zebra a minha comadre
Minha irmã faz de Leoa

O meu sogro, é o Leão / A sogra, a Foca vaidosa
O meu tio faz de Cão / O Lobo é meu irmão
Minha mulher é Raposa

Meu avô por estar cansado / Faz o Camelo indolente
O meu primo é o Veado / Elefante o meu cunhado
Minha mãe é a Serpente

O meu pai é o Porco-espinho / Minha avó é a Hiena
O Tigre é o meu padrinho / Leopardo o meu sobrinho
Vai entrar tudo em cena

Eu sou gerente com fé / E em ultimo recurso
Vou fazer de Chimpanzé / Javali e Jacaré 
Burro Macaco e Urso