- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Ódio de amor *ódio fatal*

João da Mata / Popular *fado corrido*
Repertório de Manuel de Almeida

Tenho-te um ódio fatal
E bem alto o vou jurar
Hás-de pagar todo o mal
Que me tens feito passar

Peço a Deus com devoção / Que te vejas sem carinhos
Arrastadinha p’lo chão / Como a erva dos caminhos

E Deus permita, Deus queira / Que p’la tua vida fora
Não encontres a maneira / De sossegar uma hora

Amor, não tenhas receio / Que isto foi desabafar
Tu sabes que eu não te odeio / Eu sei bem que hás-de voltar

Quando se gosta de alguém / O amor é cego e brutal
Se não te quisesse bem / Não te queria tanto mal