- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - - - -
As 5.440 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os
- - - - -
Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo*
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Um fado para Stuart


César de Oliveira / Henrique Santana / Nóbrega e Sousa
Repertório de Cidália Moreira

Gato do fado vadio
Das tascas, do carrascão
Cantaste o velho Rossio, mas a carvão
A flor a luzir no colete
Boémio da noite e do dia
Pobrete mas alegrete da Mouraria

Pintaste a tinto e branco esta cidade tua
Assim como quem beija a velha amiga
Os mundos vagabundos a passear na rua
E as mulheres do Bairro Alto, com uma rosa na liga

Pintaste esta cidade toda com dois traços
Em restos de cartão, ou papel sujo
Trocavas pelo sabor de dois bagaços
O cantor pobre da esquina, uma varina ou um marujo

Foste a Lisboa chinela
Que tem ordem de despejo
Do prédio tosco da viela que sabe a Tejo
Malandro com os olhos nas pernas
De uma costureira bem boa
Desenhada pelas tabernas da Madragoa