- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.530 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cega-rega

Cantata para uma velha só
Ary dos Santos / Nuno Nazareth Fernandes
Repertório de Maria Armanda                    

Uma velha tinha um gato / Debaixo da cama o tinha
Uma velha tinha um velho / Debaixo da campa o tinha
Sape gato, bate papo / Com um sapo na caminha
Coitadinha, coitadinha da velhinha

Salta, pula, cata a pulga / Catapulta na cozinha
Foge o gato, morre o sapo / Viva o velho da velhinha
Velho morto, velho posto / A cozer na panelinha
Da velhinha com pézinhos de galinha

Lá vai a velha de lancheira e bengalinha
Levar ao morto o consolo da sopinha
Rega-lhe a campa com miúdos de galinha
E o defunto vai enchendo a barriguinha

Lá volta a velha regalada pel’alminha
A quem matou os seus desejos de galinha
E já que tem o gato morto na cozinha
Vai acender-lhe um fogareiro de sardinha

Uma velha tinha um gato / Debaixo da cama o tinha
Uma velha tinha um velho / Debaixo da campa o tinha
Sape gato, bateu papo / Com o velho na campinha
Coitadinha, coitadinha da velhinha