- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.530 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Anda daí

Jorge Rosa / Domingos Camarinha
Repertório de António Mourão 

Hoje apetece-me farra
Anda guitarra, p’la minha mão
Vem ouvir esta cigarra
Que eu trago no coração;
Acompanha-lhe cantigas
Anda, não digas, não digas não

Anda daí dar um giro
Cada retiro é um encanto
Cantando o fado, deliro
Deliro se o fado canto;
Que o fado triste da vida
Assim vivida, não custa tanto

Não queiras não, que se diga
Que ninguém liga ao velho fado
Anda daí minha amiga
Anda daí a meu lado;
O fado espera por nós
P’la minha voz, p’lo teu trinado

Anda daí à toa
Anda correr Lisboa
Anda daí de lado em lado
Olha que o tempo voa
A vida não perdoa
Anda daí cantar o fado