- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Gato escaldado

Maria do Rosário Pedreira / Manuel Maria Marques *Marcha do Manuel Maria Marques*
A partir da fábula “O Pastor e o Lobo” de Esopo
Repertório de Aldina Duarte

Mais uma vez prometeste
Levar-me de braço dado
Por Alfama a passear
Eu esperei, tu não vieste
Ficou velho e desbotado
O vestido por estrear

Vezes sem conta juraste
Dançar comigo no baile / Ás portas da Mouraria
Eu fui, mas nunca chegaste
Sabem as pontas do xaile / Como chorei nesse dia

Vezes sem fim sugeriste
Ouvirmos fado juntinhos / Num beco do Bairro Alto
De todas elas mentiste
E eu gastei por maus caminhos / Os meus sapatos de salto

Hoje vens p'ra me propôr
Casarmos na Madragoa / Como sempre te pedi
Não pode ser, meu amor
Já sabe meia Lisboa / Que eu não acredito em ti