-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* 7.355' LETRAS <> 3.257.500 VISITAS * MAIO 2024 *

. . .

O amor não se desata

Maria do Rosário Pedreira / José António Sabrosa
Repertório de Aldina Duarte


Enquanto, perverso, rias
Tu fizeste o que podias
Para eu deixar de te amar
Tornaste as noites vazias
E, não fosse eu querer esperar
Anoiteceste os meus dias

Inventaste mil pecados
Que eu não tinha cometido 
Mil mentiras sem sentido
Desmanchaste os meus bordados
E retalhaste o vestido 
Com que eu me tinha casado

Como bem sabes agora
E hás-de sentir vida fora
Tanto mal era escusado
Se te querias ir embora
Não ganhaste com a demora 
Senão partires mais culpado

Não nego que em doeu
Mas juro que até à data
A dor de nada valeu
O amor não se desata
E a tua paixão morreu 
Mas a minha não se mata