<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Guitarra e violino

Francisco Radamanto / Direitos musicais reservados
Repertório de Mário Rocha, Jorge Fernando e Nuno de Aguiar

Mário Rocha - Declamado
No vasto anfiteatro abandonado
Finda a festa, eu ouvi uma guitarra
E um certo violino afidalgado
A discutir de forma mui bizarra

Jorge Fernando - Fado Alberto de Miguel Ramos
Pobre lira: dizia o violino
Quem te manda a ti, cá vir cantar
Não sabias que eu estava, eu, o divino
Cantor universal de voz sem par

Nuno de Aguiar - Fado Margarida de Miguel Ramos
Que figura mesquinha hás-de fazer
Em contraste com o meu valor profundo
Não voltes a cantar onde eu estiver
Porque eu só; apaixono de todo o mundo

Mário Rocha - Fado Varela de Renato Varela
E a guitarra lhe diz, humildemente;
Teu orgulho é talvez, demasiado
Tens valor sim; mas cá prá nossa gente
Tens um defeito; não cantas o fado

És de todos; não tens pátria, afinal
E eu nunca invejei tua nobreza
Tu és o violino universal
Mas eu sou a guitarra portuguesa