- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.555 LETRAS PUBLICADAS <> 2.630.000 VISITAS < > NOVEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nasci em lençol bordado

José Raposo / Popular *fado mouraia*
Repertório de Nuno Rocha


Nasci em lençol bordado
Meu berço foi a guitarra
Cresci nos braços do fado
Que hoje canto com garra

Meu padrinho, o Bairro Alto / A madrinha, a Madragoa
As pedrinhas de basalto / Calçada da minha rua

Rua onde o fado passeia / Por entre casas velhinhas
Nas noites de lua cheia / Cantando saudades minhas

Saudades que são sinais / Gravados no pensamento
Que ferem como punhais / Cravados no sentimento

Sentimento é o que sinto / Sempre que canto o fado
Ao coração nunca minto / Nasci em lençol bordado