- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.305 LETRAS <> 2.180.000 VISITAS <> JUNHO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Evocação

Fernando Farinha / Popular *fado corrido*
Repertório de Fernando Farinha

Muito novo comecei
A cantar por todo o lado
Bem cedo me acostumei
A saber o que é o fado

Fadistas que deram brado / Tive o prazer de escutar
A sério, não a brincar / Como fazem os de agora
E sem querer bendigo a hora / Em que aprendi a cantar

Proença, Maria Emília / José Tovar, Vianinha
Filipe Pinto e a Ercília / Que no fado foi raínha

Marceneiro alfacinha / Mais vibrante e fadistão
O Calixto refilão / Campos, Varela, Porfírio
Nomes que foram delírio / Dentro da nossa canção

Armandinho, o virtuoso / Da guitarra portuguesa
Lucília, Berta Cardoso / Estrelas de enorme grandeza

Hermínia foi com certeza / A mais castiça e bairrista
Amália foi a estilista / Que ao mundo o fado levou
E a letras de oiro marcou / Uma geração fadista

Do que ficou para além / Só me resta por herança
Esta saudosa lembrança / Desses tempos que eu vivi
E dos fadistas que ouvi / Nos meus tempos de criança