- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 Letras Publicadas // 1.7550.000 Visitas ° Maio 2020
- - -
° Por questãoes de funcionalidade existem índices divididos em 2/3 colunas // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

Desalento 2018

Letra e musica de Jorge Fernando
Repertório do autor

Por mais que eu tente dar alento ao meu caminho
Por mais que eu teime em este peito sossegar
Quando anoitece fico só e então sózinho
A solidão não pára de me atormentar

Fala de mim, das minhas dores, do meu passado
Do que eu não posso apagar dentro de mim
Porque as memórias são a história, são o fado
Por mais que eu queira, não consigo dar-lhe fim

Pois sim
A vida não foi fácil para mim 

Eu sei que a vida me escolheu ao dar-me vida
Que não prescinde do que eu faço e do que eu sou
E que ao nascer trouxe consigo a fé devida
P'ra me arriscar neste caminho a que me dou

Mas a tristeza de me achar abandonado
Entre o que eu quero ser e aquilo que não sou
Encontra a paz quando me escondo num fado
Onde a minh'alma bem cedo se revelou