- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fortuna

Letra e musica de Márcio Faraco
Repertório de António Zambujo

Não tenho nada em meu nome
Somente o fado que fa4o
Meu coração não te fome
Mora num pequeno espaço
Vive da vida que passa
De amores que vão e vêm
Nada possuo em meu nome
E nem invejo ninguém

Lamento se não me querias por mim
Não vias o quanto sou rico assim
Um dia virás me dizer *não vivi*
Só posso ter pena de ti

Fortuna ganhei tanto quanto perdi
Não tenho posses, nem peço
De outras paixões já sobrevivi
Sei dos meus erros, confesso

Adeus, não olho p’ra trás
O tempo tudo consome
Perde-se o ouro, o amor se desfaz
Não tenho nada em meu nome