- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cessar-fogo *o recomeço*

Maria do Rosário Pedreira / Frederico de Brito *fado britinho*
Repertório de Aldina Duarte

Ai, que amargura tão grande
Foi vê-la ali, qual assombro
Essa amiga do passado
Que roubou o meu amante
E ainda levou o ombro
Em que eu queria ter chorado

Falou-me de peito aberto
Vinha pedir-me perdão / Contar que o tinha deixado
Depois de ter descoberto
Sem ter havido traição / Que ele nunca a tinha amado

Foram erros sobre enganos
Mas é a ti que ele quer / Disse-me ela, arrependida
Se puderes esquecer os danos
Vai ter com ele, mulher / Já esperou demais a vida

Amiga, estás perdoada
Respondi eu com carinho / Mas, entre nós, ouve bem
Desse homem não quero nada
Deixá-lo ficar sozinho / Quem tudo quer, nada tem