- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Canta-se o fado

Pedro Ayres de Magalhães / Rão Kiao
Repertório de Deolinda Bernardo

Canta-se o fado com alegria
Com sentimento e fantasia
O fado sente e ajuda a gente
Em companhia

Canta o fado com verdade / Que o fado faz do presente
Uma vida no passado / E á vida toda da gente

O fado acorda a saudade / Que dorme sempre escondida
E quando não canta, o fado / É uma verdade esquecida

Canto o fado quando andares / Á chuva, ao frio e ao vento
Encontra o fado a cantar / Encontra o teu sentimento

E se a tua voz se erguer / Em noites de cantoria
Pensa em mim quando cantares / Que eu faço-te companhia